quarta-feira, 29 de setembro de 2010

21 DIAS DE JEJUM DE DANIEL

17º DIA DE JEJUM RESPONSABILIDADE


GAL . 6 -6 “ MAS AQUELE QUE ESTA SENDO INSTRUIDO NA PALAVRA, FAÇA PARTICIPANTE DE TODAS AS COISAS BOAS AQUELE QUE O INTRUI.”

As Desculpas de Moisés

Tentando Fugir da Responsabilidade
Moisés nasceu num momento crítico. O povo dele, os descendentes de Abraão escolhidos para receber grandes promessas, estava sofrendo terrivelmente. Os egípcios dominavam os hebreus com tirania, e até matavam os filhos recém-nascidos para controlar o crescimento da nação escrava. A mãe de Moisés escondeu o próprio filho e, depois, deixou que ele fosse adotado por uma princesa do Egito.
Moisés viu a injustiça e tentou defender seu povo. Ele matou um egípcio que espancava um dos hebreus, imaginando que o povo lhe daria apoio. Mas, o povo medroso não entendeu o que Moisés queria fazer, e ele tinha que fugir do Egito. Dos 40 aos 80 anos de idade, ele ficou longe do Egito, servindo como humilde pastor de ovelhas. Neste tempo, ele casou e teve filhos. Talvez ele conseguiu esquecer um pouco do sofrimento dos parentes no Egito. Até um dia, quando Deus apareceu no monte Sinai, numa moita que ardia mas não se queimava. Deus mandou que Moisés descesse para o Egito para livrar o povo da escravidão.
Moisés, com 40 anos de idade e com todo o vigor físico e o desejo ardente de ajudar os parentes, não conseguiu fazer nada. Agora, com 80 anos, vai fazer o que? Vai entrar na presença do rei do país mais poderoso do mundo e exigir a libertação de milhões de escravos? Moisés se considerava um libertador pouco provável, e começou a oferecer suas desculpas ao Senhor. Vamos examinar as cinco desculpas que ele deu, e a maneira que Deus respondeu a cada uma. O relato se econtra em Êxodo 3 e 4.
Quem sou eu?
"Então, disse Moisés a Deus: Quem sou eu para ir a Faraó e tirar do Egito os filhos de Israel?" (3:11). Que convite para uma pregação positiva! Dá para ouvir alguns pastores, hoje em dia, fazendo belas pregações elogiando tal pobre sujeito que não reconhece sua força interior. "Você é alguém", diriam para Moisés. "Com pensamentos positivos, você pode realizar seus sonhos." Mas esses pastores não estão pregando a palavra do Deus que chamou Moisés. Deus não elogiou Moisés. Ele não fez algum grande discurso para mostrar que Moisés era alguém. Deus, implicitamente, concordou com Moisés. É verdade. Você não é ninguém. Mas eu sou o Criador do universo e "Eu serei contigo" (3:12).
Muitas pessoas recusam cumprir os papéis que Deus lhes tem dado, porque se julgam incapazes. Olham para outras pessoas mais talentosas e acham desculpas por não fazer a vontade de Deus. O fato é que sempre encontraremos ao nosso redor pessoas mais inteligentes, mais fortes, mais eloqüentes e mais conhecidas. Mas, Deus nunca usou tais qualidades para medir seus servos. Ele não quer pessoas auto-confiantes, mas pessoas que confiam nele. Se você tende a fugir da responsabilidade porque não é ninguém, está olhando na direção errada. Pare de olhar no espelho para ver suas limitações, e comece a olhar para Deus Todo-Poderoso.
O que direi?
Deus respondeu à primeira desculpa, e Moisés já ofereceu a segunda. Tudo bem, eu vou lá para falar com o povo sobre a libertação, e eles vão perguntar para mim. Vão querer saber o nome do Deus que me enviou. O que eu direi para eles? (3:13).
Os egípcios serviam muitos deuses, e os hebreus foram corrompidos pela influência deles (veja Josué 24:14). Para alguém chegar no meio deles e dizer que "Deus me mandou" seria uma mensagem vaga. Ao mesmo tempo, Deus já tinha se identificado para Moisés (3:6). Da mesma maneira que Deus usa muitas descrições de si nos outros livros da Bíblia, ele usou várias neste capítulo. Além de ser o Deus de Abraão, Isaque, Jacó e do pai de Moisés (3:6), ele se descreve como "Eu Sou o Que Eu Sou" (3:14). Esta descrição, a mesma usada por Jesus em João 8:24 e 58, é uma afirmação da eternidade de Deus. Ele é, e sempre existia. Mais ainda, Deus usou o nome traduzido na maioria das Bíblias atuais com maiúsculos: SENHOR. Este nome vem do tetragrama, ou nome de quatro letras (YHWH). Sem vogais, ninguém sabe a pronuncia correta deste nome (alguns sugerem Javé). Alguns séculos depois de Moisés, os judeus acrescentaram vogais e começaram pronunciar o nome como "Jeová". A tradução grega do Antigo Testamento usa a palavra "Kyrios" que é traduzida em nossas Bíblias como "Senhor".
Algumas pessoas hoje, incluindo as Testemunhas de Jeová, têm insistido que "Jeová" ou alguma forma semelhante é o único nome de Deus, e que devemos usar este nome exclusivamente. Usam passagens como Êxodo 3:15 ("este é o meu nome eternamente"). Algumas observações na Bíblia mostram claramente que Deus não estava dizendo que os servos dele usassem este nome como a única maneira de falar sobre Deus. Outras passagens usam diversos nomes ou descrições de Deus, mostrando seu poder, sua eternidade, etc. Um versículo é suficiente para provar o erro da doutrina de "um único nome" para Deus. Amós 5:27 diz: "...diz o SENHOR, cujo nome é Deus dos Exércitos". Se o próprio SENHOR (YHWH) diz que seu nome é Deus (Elohim) dos Exércitos, nenhum homem tem direito de proibir o uso de descrições bíblicas de Deus. Para tirar qualquer dúvida, podemos ver o exemplo de Jesus. Ele citou, várias vezes, a tradução grega do Velho Testamento, que usa a palavra Kyrios (Senhor) no lugar de YHWH. (Por exemplo, ele cita a Septuaginta, que usa a palavra Kyrios, em Marcos 12:11). Mais uma observação nos ajudará: o nome YHWH não aplica somente a Deus Pai, como alguns falsos mestres sugerem. Mateus 3:3 fala sobre o papel de João Batista em preparar o caminho de Jesus, e cita Isaías 40:3. YHWH (Javé ou Jeová) de Isaías 40:3 é Jesus!
A resposta do Senhor a Moisés não foi dada para sugerir que haveria apenas um nome oficial de Deus. O Deus eterno e soberano queria se destacar dos falsos deuses adorados pelos egípcios e até pelos próprios hebreus.
Eles não crerão
A terceira desculpa de Moisés mostra que ele continua preocupado com sua própria credibilidade. Eles não crerão na minha palavra, ele diz (4:1). Deus reconheceu que esta preocupação era válida, e ofereceu três sinais para confirmar a palavra de Moisés (4:2-9). O bordão se virou em serpente, a mão se tornou leprosa e a água tirada do rio se tornou em sangue. Esta é a primeira vez na Bíblia que Deus concedeu ao homem o poder para realizar milagres. O propósito dos milagres é bem explicado pelo contexto: para confirmar a palavra falada. Quando Elias e Eliseu introduziram a época de profecia do Velho Testamento, realizaram milagres. Quando Jesus e os apóstolos introduziram o evangelho, operaram vários sinais. Os milagres deles tinham o mesmo propósito: "...confirmando a palavra por meio de sinais..." (Marcos 16:20); "... a salvação, ... tendo sido anunciada inicialmente pelo Senhor, foi-nos depois confirmada pelos que a ouviram; dando Deus testemunho juntamente com eles, por sinais, prodígios e vários milagres e por distribuições do Espírito Santo..." (Hebreus 2:3-4). Quando Deus mandou pessoas com novas revelações, ele confirmou a palavra com sinais milagrosos.
Eu nunca fui eloqüente
Moisés ainda não foi convencido (4:10). Mesmo depois de ver os sinais, ele tinha dúvida! Parece que ele não conseguiu entender que o mensageiro não é ninguém. É a mensagem que importa. Sobre esta desculpa de Moisés, podemos observar: ì Que não tinha base em fato. Estêvão, comentando sobre os primeiros anos da vida de Moisés, disse que ele "foi educado em toda a ciência dos egípcios e era poderoso em palavras e obras" (Atos 7:22). í Que não tinha importância. Mesmo se Moisés havia esquecido tudo que já aprendeu e não se achava eloqüente, foi o Senhor que fez a boca do homem (4:11). O mesmo Deus que concedeu dons miraculosos para Moisés, o mesmo que fez o universo, o mesmo que escolheu o povo de Israel e o mesmo que apareceu na sarça ardente fez a boca do homem. Deus controlaria a língua de Moisés para comunicar o que ele queria.
Ainda hoje, os homens tendem a supervalorizar a eloqüência. Enfatizam a homilética ao invés de ensinar como estudar e entender as Escrituras. Em muitos púlpitos, a embalagem se tornou mais importante do que o produto.
Paulo recusou valorizar a eloqüência acima do conteúdo: "Eu, irmãos, quando fui ter convosco, anunciando_vos o testemunho de Deus, não o fiz com ostentação de linguagem ou de sabedoria. Porque decidi nada saber entre vós, senão a Jesus Cristo e este crucificado. E foi em fraqueza, temor e grande tremor que eu estive entre vós. A minha palavra e a minha pregação não consistiram em linguagem persuasiva de sabedoria, mas em demonstração do Espírito e de poder, para que a vossa fé não se apoiasse em sabedoria humana, e sim no poder de Deus" (1 Coríntios 2:1-5).
Observamos a mesma coisa quando estudamos as qualificações de obreiros na igreja (presbíteros, diáconos, etc.). Deus quer homens com conhecimento que mostram obediência nas suas vidas (1 Timóteo 3:1-13; Tito 1:5-9; Atos 6:3). Os homens querem homens que têm sido formados em seminários e institutos de teologia. Vamos seguir a sabedoria de Deus ou a dos homens?
ð Envie aquele que hás de enviar, menos a mim!
Pode ser que as primeiras "desculpas" de Moisés mostraram uma preocupão válida sobre sua própria capacidade. Assim, Deus respondeu a cada objeção que ele ofereceu. Mas, agora, ele ultrapassou o limite. Moisés não tinha mais motivo para recusar, mas ainda não queria assumir a grande responsabilidade de tirar o povo do Egito. Quando Moisés pediu que Deus enviasse outro, o Senhor se irou contra ele. Ele resumiu todas as outras respostas, dizendo que tinha o bordão, que Arão iria com ele, etc. e mandou que Moisés fosse.
É natural se sentir inadequado para as responsabilidades da vida. Muitos homens não se sentem capazes de ser bons maridos e pais. Muitas mulheres não querem assumir a grande responsabilidade de ser donas de casa e mães dedicadas. Muitos cristãos têm medo de ensinar a palavra de Deus, de corrigir um irmão ou de ajudar com os problemas dos outros. Mas, nem sempre dá para fugir! Às vezes, somos as pessoas indicadas para determinados trabalhos. O pai de família tem que protegê-la. A mãe de filhos tem que cuidar deles. Os pastores de igrejas têm que alimentar e proteger as ovelhas.
E se fugirmos da responsabilidade que Deus tem nos dado? A ira do Senhor se acendeu contra Moisés. Será que ele ficará contente conosco, se recusamos fazer a vontade dele?
Conclusão: Moisés obedeceu!
Depois de todas as desculpas, Moisés fez o que Deus pediu. Ele era um servo fiel na casa do Senhor (Hebreus 3:5), e ainda é um bom exemplo para nós. Às vezes, somos tentados fugir de alguma responsabilidade. Daqui para frente, vamos procurar ser servos fiéis, fazendo tudo que Deus pede de nós. O poder não está em nós, porque realmente não somos ninguém. O poder está em Deus. Precisamos aprender o que Paulo aprendeu: "tudo posso naquele que me fortalece" (Filipenses 4:13

terça-feira, 28 de setembro de 2010

21 DIAS DE JEJUM DE DANIEL

16º DIA DE JEJUM RELACIONAMENTO

"Amarás, pois o Senhor, teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu entendimento e de toda a tua força" (Mc 12.30)

O Amor Bíblico
Jesus convida os Seus para um relacionamento de amor com Ele e de um para com o outro. A alegria dos Seus deve ser encontrada nEle, não em si mesmos. O amor vem de Seu amor por eles. Assim o amor deles, de um para o outro, não vem do amor-próprio e da auto-estima, tampouco aumenta a auto-estima. A ênfase está na comunhão, na frutificação e na prontidão para ser rejeitado pelo mundo. A identificação do crente está em Jesus ao ponto de sofrer e segui-lO até a cruz. Somente através da semântica forçada, da lógica violentada e da exegese ultrajada alguém pode querer demonstrar que a auto-estima é bíblica ou mesmo parte da tradição ou do ensino da igreja.
O foco do amor na Bíblia é para cima e para fora ao invés de ser para dentro. O amor é tanto uma atitude como uma ação de uma pessoa para com a outra. Embora o amor possa incluir sentimentos e emoções, ele é essencialmente uma ação determinada pela vontade para a glória de Deus e para o bem dos outros. Assim, quando Jesus disse:

"Amarás, pois o Senhor, teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu entendimento e de toda a tua força" (Mc 12.30)

Ele quis explicar que todo o nosso ser deve estar comprometido para amar e, portanto, agradar a Deus. O amor a Deus é expresso com um coração agradecido e determinado a fazer o que agrada a Ele de acordo com o que está revelado na Bíblia. Não se trata de um tipo de obediência mecânica, mas de um desejo para conformar-se à Sua graciosa vontade e de concordar que Deus é a fonte e o padrão para tudo que é certo e bom.
A segunda ordem é uma extensão ou expressão da primeira:

"Amarás o teu próximo como a ti mesmo" (Mc 12.31).

João acrescentou detalhes a respeito. Ele descreveu a seqüência do amor. Em contraste com os mestres do amor-próprio, que dizem que as pessoas não podem amar a Deus e aos outros até que amem a si mesmas, João diz que o amor começa em Deus e, então, se estende aos outros:

"Nós amamos porque ele nos amou primeiro. Se alguém disser: Amo a Deus, e odiar a seu irmão, é mentiroso; pois aquele que não ama a seu irmão, a quem vê, não pode amar a Deus, a quem não vê. Ora, temos, da parte dele, este mandamento: que aquele que ama a Deus ame também a seu irmão" (1 Jo 4.19-21).

Deus nos amou primeiro, o que nos capacita a amá-lO, o que se expressa, então, em amar uns aos outros.
Desde o primeiro fôlego de Adão, os homens foram destinados a viver em relacionamento com Deus, e não como egos autônomos. A Bíblia inteira está apoiada nesse relacionamento, porque após responder ao fariseu, afirmando que o grande mandamento é amar a Deus e o segundo é amar ao próximo como a si mesmo, Jesus acrescentou:
"Destes dois mandamentos dependem toda a Lei e os Profetas " (Mt 22.40).
Jesus veio para nos livrar do ego e para restabelecer esse relacionamento de amor para o qual fomos criados. Durante séculos, foram escritos livros sobre amar a Deus e uns aos outros. Contudo, atualmente, cada vez mais, a igreja está sendo inundada por literatura ensinando-nos como amar-nos melhor, nos estimarmos mais, aceitar-nos como somos e desenvolvermos o nosso próprio valor.

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

21 DIAS DE JEJUM DE DANIEL

15º DIA DE JEJUM PAIXÃO


I CORINTIOS 9 23-24
“TUDO FAÇO POR CAUSA DO EVANGELHO, COM O FIM DE ME TORNAR COOPERADOR COM ELE. NÃO SABÉIS VOCÊS QUE OS QUE CORREM NO ESTADIO, TODOS NA VERDADE, CORREM , MAS UM SÓ LEVA O PREMIO?
CORREI DE TAL MANEIRA QUE O ALCANCEIS.”

A PAIXAO DE PAULO IA ALÉM DE SUA POSIÇÃO. SUA POSIÇÃO ERA: EU SOU LIVRE DE TODAS AS PESSOAS. SUA PAIXÃO: EU ME TORNO SERVO DE TODAS AS PESSOAS.
A PAIXÃO DE PAULO IA ALÉM DE SUAS PREFERENCIAS PESSOAIS. ELE INSISTIA EM CUMPRIR A MISSÃO O QUE O GUIAVA ERA COMPAIXAO E NÃO O COMPROMISSO.
PARA PAULOAS PESSOAS SÃO MAIS IMPORTANTES QUE OS PROCESSOS
PAULO SABIA QUAIS AS COISAS PELAS QUAIS SE PODERIA MORRER E QUAIS NÃO. ELE DEU MAIS VALOR ÁS PESSOAS QUE AOS PROCESSOS.
PAULO PERMANECEU FIXO NA MISSÃO E FOI FLEXIVEL NOS SEUS METODOS, PORQUE ELE AGUÇOU SEU FOCO EM SUA MISSÃO. ELE COMPROMETEU-SE PESSOALMENTE COM DEUS E COM SU OBJETIVO.

Ter paixão é descobrir a razão pela qual você foi criado por Deus e qual é o propósito da sua existência. Está na hora de pensarmos além da caixa e entender que Deus tem pessoas em cada reino deste mundo. Os cristãos cometem o erro de separar o sagrado do secular. Aos cristãos dedicados tudo é sagrado. Quer você sirva a Deus em um púlpito ou em um escritório tudo é santo para o Senhor.

Quando você descobre a sua paixão e vive para ela, você remove os limites daquilo que é impossível. Muitas coisas das quais desfrutamos hoje eram impossíveis a uma geração passada, a não ser para aqueles que se recusaram a aceitar o impossível e permitiram que sua paixão invadisse novos territórios de invenções.

Se hoje eu pudesse te dar um conselho seria este: identifique a sua paixão e corra atrás dela. Escreva sua paixão em um papel. Medite sobre isto. Permita que ela viva no incubador do seu espírito humano.

Pelo o quê você viveria, ou morreria? Você sacrificaria qualquer coisa para alcançar o quê? O que te faz chorar quando você pensa profundamente a respeito? Isto, meu amigo, é a sua paixão e a sua paixão é o seu chamado.

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

21 DIAS DE JEJUM DE DANIEL

14º DIA JEJUM OUVIR

ISAÍAS 59.1- EIS QUE A MÃO DO SENHOR NÃO ESTA ENCOLHIDA , PARA QUE NÃO POSSA SALVAR, NEM SURDO SEU OUVIDO, PARA QUE NÃO POSSA OUVIR.”

O QUE FAZER PARA QUE MINHA ORAÇÃO SEJA OUVIDA
* 4 PASSOS PARA ATINGIR O CORAÇÃO DE DEUS:

Lc. 1:13
Mas o Anjo lhe disse: Zacarias, não temas porque tua oração foi ouvida.

2 Crônicas 7:14
A Bíblia diz sabiamente que os ouvidos de Deus não estão agravados para que não possa nos ouvir (Is 59:1b), sim é verdade, Ele está pronto para nos ouvir a qualquer momento que clamarmos por Ele, porém Ele nos fala em um sentido mais intimo: Eu ouvirei dos céus! Quando Deus fala que ouvirá a nossa oração, não se refere apenas de ouvir o som das nossas palavras, mas fala de senti-las, de tomar parte do nosso sofrimento, de dividir conosco as nossas dores e aflições e principalmente de responder em tempo oportuno e de maneira eficaz tudo que pedimos.
Sua mão está sempre pronta para nos salvar, mesmo nos piores momentos da nossa vida. (Is 59:1ª).
No entanto precisamos ter alguns requisitos para que nossa oração chegue até o coração
De Deus e no texto destacado podemos conferir quais são esses requisitos:

1- Humilhação. Precisamos nos humilhar diante de Deus, reconhecendo que Ele é senhor e nós servos e que dependemos dEle em tudo, como fez aquele publicano (Lucas 18:13) - O publicano, porém, estando em pé, de longe, nem ainda queria levantar os olhos ao céu, mas batia no peito, dizendo: Ó Deus, tem misericórdia de mim, pecador!

2- Oração. A oração sempre vem depois da humilhação, antes é necessário estarmos quebrantados diante de Deus, como fez Ana, mãe de Samuel: (I Samuel 1:10) - Ela, pois, com amargura de alma, orou ao SENHOR, e chorou abundantemente.

3- Buscar a face do senhor. Precisamos buscar a Deus com todas as nossas forças, chegar próximo dEle, para podermos receber a Sua graça. (Jeremias 29:13) - E buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes com todo o vosso coração.

4-Arrependimento. Quando nos arrependemos diante do Senhor ele imediatamente nos atende, pois Deus jamais despresará um coração arrependido. (Salmos 51:17) - Os sacrifícios para Deus são o espírito quebrantado; a um coração quebrantado e contrito não desprezarás, ó Deus.

Deus ouviu a oração de Zacarias, ouviu a oração de Daniel. (Dn. 10:12), ouviu a oração de Ana! Ele também ouvirá a tua oração, quando orares obedecendo a esses requisitos. (Jó 22:27a) - Orarás a ele, e ele te ouvirá.

21 DIAS DE JEJUM DE DANIEL

13º DIA DE JEJUM INICIATIVA
Lucas 5: 36 A 38
E disse-lhes também uma parábola: Ninguém tira um pedaço de veste nova para por em uma veste velha, pois rasgara a nova e o remendo não ajustara com a velha.
E ninguém põe vinho novo em odres velhos; de outra sorte o vinho novo romperá os odres, e entornar-se-á o vinho, e os odres se estragarão;

“TIRANDO O QUE É VELHO PARA QUE O NOVO POSSAR ENTRAR”
Mas o vinho novo deve deitar-se em odres novos, e ambos juntamente se conservarão.
o nosso Deus é um Deus de coisas novas, por este motivo é que temos que tirar as coisas velhas que só nos prejudica para que algo novo do Senhor possa vir para nossa vida, pois esta parábola é clara Deus não perde tempo com pessoas que se envelhecem em todas as suas áreas de vida, ele diz que não derrama vinho novo em odres velhos, nesta noite vamos tomar um chá de rejuvenecimento com a palavra do Senhor, aprendendo o que temos que tirar da nossa vida que ficou velho.

1 – A VELHA COLHEITA
Levi tico 26:10 – “E comereis da colheita velha, há muito tempo guardada, e tirareis fora a velha por causa da nova”
Tem muita gente vivendo de colheita velha, ou seja vivendo de ressentimentos, remorsos, por não terem alcançado, ou realizado, não fique vivendo de lembranças velhas, velhas colheitas, o que já passou, tem pessoas que desenvolvem doenças por preservar ressentimentos, coloque seus olhos nas colheitas futuras nos seus sonhos nos seus projetos, naquilo que é importante para você, voç~e tem que tirar as velhas lembranças para que as novas possam chegar.

2- A SINDROME DO FILHO MAIS VELHO.
Lucas 15 :25 conta-nos a parábola do filho pródigo, ou melhor de uma família onde um pai tinha dois filho, o mais moço requer do pai o direito a herança, e sai da fazenda para tentar uma nova vida, porém o mais velho fica na fazenda, porém o filho mais novo, ao ver a burrada que fez retorna para casa do pai, o pai o recebe com muita alegria, porem o filho mais velho demonstra uma certa irritação, ele sente ciúmes do filho mais novo, por ter sido recebido com festa, ciúmes é um sentimento de filho mais velho, temos que tirar isto da nossa vida, pois senão os novos convertidos chegam e são recebidos com desprezo, se for um musico, já vem o levita e o trata mal, por ciúmes de seu lugar no ministério, todos tem o seu lugar na igreja, ele declara para o pai que ele sempre fez tudo certinho mais o seu irmão gastou toda sua herança no pecado, o filho mais velho fica sempre lembrando do erro do seu irmão, inclusive quando vai se referir ao seu irmão diz para o pai este teu filho, síndrome do filho mais velho temos que tirar isto da nossa vida. Outra característica do filho mais velho, só faz o que o pai manda, não tem iniciativa própria, só faz o que é necessário, quer conquistar a atenção com serviço e não com relacionamento, veja que o relacionamento entre ele e o pai e extremamente frio, você não precisa sacrificar para ser aceito.

3- O VELHO HOMEM OU A VELHA NATUREZA
Efésios 4 :22 temos que tirar de nós a atitudes do velho homem, comportamentos que tinha antes de aceitar a Jesus, e agora trago isto para igreja, segundo a palavra de Deus a velha natureza tem quer ser tirada, crentes que tem o mesmo comportamento que tinham antes de aceitar Jesus, mentalidades que antes eram prejudiciais hoje tenho que tira-las fora, relacionamentos com o sexo oposto, como lidar com seu dinheiro, com sua família, com seu esposo, com sua mãe, com seu pastor, quantas pessoas não deixam Jesus por que não dizer a igreja, por ressentimento uma qualidade da sua natureza mundana, porém esta natureza velha tem que ser tirada, temos que andar em novidade de vida.

4- O VELHO FERMENTO
1 corintios 5 : 1 a 8 temos que tirar os argumentos com base no passado, antigamente era assim, antigamente nós fazíamos assim, antigamente nós cantávamos assim, quantas igrejas até hoje não permitem que haja ministérios de louvor e cantam os hinos da harpa, não que os hinos da harpa não sejam abençoados, mais é que estamos na era da tecnologia, muitos hinos já nos foram dados, que tem uma unção poderosa, não pastor antigamente eles cantavam só os hinos da harpa, hoje também, ele vive com o velho fermento, com base nas coisas passadas, antigamente as mulheres usavam saia, antigamente eles pregavam assim, eu vi um líder dizendo em sua pregação, estão trocando a bíblia por not book, eu não aceito para pregar em minha igreja só com bíblia com not book não prega, qual a diferença de abrir a bíblia e abrir um not book, para fazer a leitura de um texto bíblico, pessoas que vivem no velho fermento, eu quero te dizer uma coisa se você colocar um fermento velho vencido no bolo qual será o resultado, o bolo não vai crescer, o velho fermento não dá crescimento.

5- AS VELHAS VESTIMENTAS
LUCAS 5:36 não se põe remendo novo em veste velha, pessoas estão querendo remendar uma vida espiritual velha sem renovação, pessoas que ficam remendando tudo sem resolver de fato a questão, ficam magoadas então não concertam aquilo, vai ficar a raiz da amargura, feridas , magoas, frustrações, decepções, tudo é motivo para desanimar, aos invés de renovar, querem remendar, a bíblia diz que não dá certo. Pessoas que vivem rodando em vários ministério, remendando aqui e ali, depois chegam aqui e querem que aconteça o que está acontecendo lá, em outro ministério. E ai não ficam nem lá e nem cá, não crescem ficam crianças o tempo todo.

6- O ODRES VELHO
LUCAS 5 : 37 quando Deus se refere a ninguém ele diz qualquer pessoa sendo um pouco inteligente não coloca vinho novo em odres velhos, ele também esta referindo a ele, pois se traduzirmos vinho por unção e odres por pessoa, veremos ninguém Poe unção nova em pessoas velhas, velhas no sentido espiritual, pessoas que não aceitam mais o mover do Espírito Santo, pois acham que é meninice, para que cantar assim, para que pregar assim, para que pular assim, para que orar assim, não gostei do culto hoje, quem diz que você pode tirar esta conclusão, orem odres velhos acham que o culto é para ele, ele tem que se sentir bem, até parece que ele é quem tem que ser adorado, culto quer dizer prestar uma homenagem, se você esta prestando uma homenagem, como voe pode chegar a conclusão que o culto não foi bom, se somente o Sr. Pode dizer se foi ou não foi bom. Temos que nos renovar constantemente. Sempre tem vinho novo para nós, odre velho não suporta o vinho novo, pois na liberação de gases, os odres velhos não tem mais com se expandir, e o odre velho racha e o vinho novo se perde, Deus tem uma unção nova para sua vida mais você tem que se renovar. Odre fala de estrutura, temos que ter estrutura para receber esta renovação.

7- CASA VELHA
AGEU 2: 9 vamos viver um novo tempo em nossa igreja, a gloria da ultima casa será maior do que a primeira, isto fala de uma igreja renovada, tomando posse de tudo que Deus tem para que nós conquistemos, vamos conquistar na igreja do evangelho quadrangular do Novo Horizonte o que as igrejas quadrangular não conquistaram, vamos crescer, vamos progredir,pois nós queremos um novo tempo para as igrejas do evangelho quadrangular, ele diz eis que faço nova todas as coisas. Novos céus e nova terra, Deus é um Deus de coisas novas, vamos ser renovados nesta noite.
Nesta noite vamos jogar fora tudo que esta velho, para que o novo do Espírito Santo venha sobre a nossa vida.
Escreva o que esta velho na sua vida e na onde você precisa de um renovo na sua vida,

A VELHA COLHEITA VOCÊ ESTÁ VIVENDO DE ARGUMENTOS VELHOS
A MENTALIDADE DE FILHO MAIS VELHO, FICA EMBURRADO COM TUDO
O VELHO HOMEM A NATUREZA HUMANA, ATITUDES PECAMINOSAS
O VELHO FERMNETO ELE NÃO TE DEIXA CRSCER ESPIRITUALMENTE
A VELHA VESTIMENTAS DESCEPÇÕES, FRUSTAÇÕES, MAGOAS, FERIDAS, RECENTIMENTOS
O ODRE VELHO UMA VIDA ESPIRITUAL VELHA, NÃO GOSTEI DISSO DAQUILO
A CASA VELHA UMA IGREJA RENOVADA, GANHADORA DE ALMAS , COM PROPÓSITOS.
TOME UMA INICIATIVA DE COMEÇAR DE NOVO E TUDO DIFERENTE

21 DIAS DE JEJUM DE DANIEL

12º DIA DE JEJUM  GENEROSIDADE

PROV. 11.25- “ A ALMA GENEROSA PROSPERARÁ”

O PRINCÍPIO BÍBLICO DA GENEROSIDADE
• Mt 4:23 - JESUS É O MODELO E A INSPIRAÇÃO PARA A AÇÃO SOCIAL! Ele pregava (evangelização); ensinava (educação) e curava (cuidado do corpo – mantendo-o saudável). Nem todas as dimensões da obra do Senhor nos atraem com a mesma intensidade, mas todas foram deixadas como missão da Igreja de Jesus.
II – SIGNIFICADO DA PALAVRA GENEROSIDADE:

. GENEROSIDADE = Liberalidade de espírito, especialmente na contribuição aos necessitados. A generosidade é considerada a nobreza do caráter. Ela se manifesta de duas maneiras principais:

• (1) – LIBERALIDADE – Pv 19:17 – Qualidade daquele que gosta de fazer doações, de repartir o que tem com o que não tem. O crente deve ser liberal, tanto em contribuir para a obra de Deus, como em ajudar os necessitados. Se alguém tem compaixão pelos pobres, tudo o que ele oferece aos necessitados, é como se emprestasse a Deus. O próprio Senhor é quem pagará tal benefício. Cristo deu o exemplo máximo de liberalidade (II Cor 8:9, 13-15; Ml 3:10).
• (2) – LONGANIMIDADE – Pv 19:11 – A generosidade também se manifesta em perdoar com facilidade. A longanimidade é o adiamento da ira, para se tolerar mais um pouco. Deus é longânimo conosco, ao perdoar nossos grandes e frequentes pecados. Perdoar é ter um caráter semelhante ao de Cristo que sempre esteve pronto a perdoar (I Tm 1:16 cf Ef 4:32).

III - CARACTERÍSTICAS DE UMA IGREJA QUE PERDEU A SENSIBILIDADE SOCIAL:
• A Igreja deve ser encarada como comunidade de pessoas que tem problemas sociais e materiais, os quais precisam ser amenizados pela participação de todos os membros. Por isso, Paulo ensinou à Igreja de Corinto o modo de cooperar na obra do Evangelho, financeiramente – I Cor 16:1-3

• Leiamos Lc 10:25-37:
• (1) - ELA IGNORA QUEM SEJA SEU PRÓXIMO – No íntimo, aquele doutor nunca creditaria a um samaritano (uma raça, a seu ver, impura e maculada) a condição de próximo. Nem seria misericordioso com alguém que pertencia a um povo cujas relações com os judeus estavam cortadas. Muitas Igrejas vivem assim! Voltam-se para dentro de si mesmas, sem nenhum interesse real pelo próximo. Em muitas Igrejas não se conhece o amor ao próximo e muito menos o próximo, porquanto o lema é: "CADA UM POR SI E DEUS POR TODOS". Então, quem é o meu próximo? - É todo aquele que estiver ao alcance da minha ação abençoadora, da minha misericórdia. Enfim, o próximo não é somente aquele que está perto dos nossos olhos, mas todos os que estão perto do nosso coração.
• (2) - ELA É INSENSÍVEL ÀS NECESSIDADES HUMANAS - Os próprios líderes religiosos viram uma pessoa precisando de socorro e passaram sem dar a mínima importância! O sacerdote e o levita não puderam ver o necessitado como seu próximo porque tinham medo que fosse samaritano. Quantas pessoas não despedimos sem lhes dar socorro, porque achamos que não merecem nossa ajuda? Mas, para todos os efeitos, QUEM É MERECEDOR? SE ELES NÃO SÃO, TAMPOUCO NÓS! (Lm 3:22; I Cor 15:10).

IV – CARACTERÍSTICAS DE UMA IGREJA VIVA, QUE POSSUI SENSIBILIDADE SOCIAL:
. A Parábola do Bom Samaritano tem um final feliz, porque um samaritano foi usado para nos ensinar o modo correto de praticar nossa missão social.

• (1) - ELA AGE COM MISERICÓRDIA – O samaritano parou, desceu do seu cavalo e socorreu. Não se preocupou em saber se o necessitado era judeu ou não. Apenas o viu como alguém necessitado, ou seja, seu próximo que precisava ser socorrido. Antes de procurarmos ver de quem se trata, nosso amor cristão deve nos impulsionar a ações abençoadoras. A bem da verdade, não faz nenhuma diferença para o coração genuinamente cristão quem é que está precisando de ajuda, quem é o próximo. Por definição cristã, quem está necessitado é meu próximo e deve ser alvo do meu amor. O levantamento de ofertas nas Igrejas da Macedônia, Acaia e Corinto, foi para atender os santos de Jerusalém que estavam empobrecidos (Rm 15:26; II Cor 8:1-4). O objetivo do levantamento das ofertas era claro: IGUALDADE SOCIAL. Por duas vezes o apóstolo cita a expressão PARA QUE HAJA IGUALDADE (II Cor 8:13-15).
• (2) - ELA AGE COM LIBERALIDADE – O samaritano usou seu próprio remédio, colocou o ferido em sua condução, levou-o a um hospital e pagou a despesa. Ele não tirou nenhum folheto do bolso e o pôs na mão do enfermo, deixando-o à própria sorte. Ele tirou remédio, dinheiro e o abençoou. O que estava no interior do samaritano é que o constrangeu a servir o próximo: O AMOR DE DEUS! AÇÃO SOCIAL NÃO É MÉTODO EVANGELÍSTICO, MAS REFLEXO DO AMOR DE DEUS NOS CORAÇÕES DOS CRENTES (Mc 2:1-11)!
• (3) - ELA NÃO DEIXA DE AGIR FACE AOS RISCOS – O caminho de Jerusalém para Jericó era muito perigoso, pois havia muitos assaltantes à espreita. Era uma região violenta e não convinha parar no meio da estrada. Quem o fizesse, corria perigo de vida e de ser assaltado. Não era recomendável parar o cavalo e descer naquele lugar. O risco era grande! Mas graças a Deus que há cristãos e Igrejas que estão enfrentando esses riscos. Vão a lugares pouco amistosos, inclusive nas madrugadas, levando roupas, cobertores e remédios, entre outras coisas. Estão empenhados num grande projeto de socorrer o necessitado que vive nessas ruas perigosas. Somente quando a Igreja de Jesus neste país assimilar essa consciência de missão, é que poderemos transformar a história.
. Paulo forneceu uma pequena demonstração da forma pela qual a Igreja de Corinto deveria realizar a doação:
. (A) - Da sua pobreza - II Cor 8:2;
. (B) - Generosamente - II Cor 8:3;
. (C) - Proporcionalmente - II Cor 8:12-14;
. (D) - Abundantemente - II Cor 9:6; e
. (E) - Espontaneamente e alegremente - II Cor 9:7;

V - CONSIDERAÇÕES FINAIS:
• O Salmo 41 destaca as seguintes BÊNÇÃOS DECORRENTES DA MISERICÓRDIA PARA COM OS NECESSITADOS:
• (1) - O LIVRAMENTO DE DEUS - (Sl 41:1-2) – Atitude de misericórdia para com o pobre é um negócio de Deus através de nós. E a certeza que temos é de que se cuidarmos dos negócios de Deus, Ele cuidará dos nossos.
• (2) - CONFORTO NA DOENÇA - (Sl 41:3) - É extremamente consolador saber que quando os recursos humanos já nada mais podem fazer para ajudar-nos, o conforto do Senhor nos assiste, mesmo que seja em nossas enfermidades.
• (3) - TRIUNFO SOBRE A TRAIÇÃO - (Sl 41:9-11) - Deus busca homens e mulheres de espíritos desarmados da violência, a transbordar de compaixão e que gozem no cotidiano a bem-aventurança da misericórdia, ensinada no Evangelho (Mt 5:7).
• "O QUE É DE BONS OLHOS SERÁ ABENÇOADO, PORQUE DEU DO SEU PÃO AO POBRE" – Pv 22:9 - As bênçãos de Deus repousam sobre o generoso. Além de contar com a justiça divina, o que estende sua mão para ajudar os necessitados terá sempre a acompanhá-lo a gratidão e as orações daqueles a quem ele ajudou. Assim, ser generoso é contemplar com alegria a felicidade de alguém, é alegrar-se com o que se alegra. Ainda que não tenha muita abundância, o generoso pode viver feliz e desfrutar bem o que possui.
• Leiamos com atenção Dt 15:9-10; Pv 28:27 e II Cor 9:7-8.

21 DIAS DE JEJUM DE DANIEL

11º DIA DE JEJUM FOCO

FILIPENSES 3.13. 14 “ IRMAOS QUANTO A MIM,NÃO JULGO HAVÊ-LO ALCANÇADO; MAS UMA COISA EU FAÇO;ESQUECENDO –ME DAS COISAS QUE PARA TRAS FICAM E AVANÇANDO PARA AS QUE ADIANTE DE MIM ESTÃO”, PROSSIGO PARA O ALVO (FOCO) PARA O PREMIO DA SOBERANA VOCAÇAO DE DEUS EM CRISTO JESUS”

TRABALHE SI MEMSO- VOCÊ É O MAIOR DE SEUS BENS OU A MAIS SERIA DE SUAS RESPONSABILIDADE
TRABALHE SUA PRIORIDADES- LUTE PELAS COISAS QUE SÃO REALMENTE IMPORTANTES
TRABALHE SEUS PONTOS FORTES- VOCÊ PODE ALCANÇAR TODO SEU POTENCIAL SE VOCÊ QUISER
TRABALHE EM EQUIPE- VOCÊ NÃO SERA EFICIENTE SOZINHO.

A Corrida do Cristão
1 Cor. 9: 23-27
A VIDA DO CRISTÃO É UMA CORRIDA
1. Na antiga Grécia, os vencedores das Olimpíadas eram recebidos pelos seus conterrâneos com as maiores homenagens. Sua chegada era o grande acontecimento do dia.
2. A todo crente se apresenta uma vereda a ser percorrida, uma meta a ser alcançada (IS 30:21) Quando te desviares para a direita e quando te desviares para a esquerda, os teus ouvidos ouvirão atrás de ti uma palavra, dizendo: Este é o caminho, andai por ele.
3. 0 caminho que conduz à vida eterna é mais difícil (Jo 16.33). Estas coisas vos tenho dito para que tenhais paz em mim. No mundo, passais por aflições; mas tende bom ânimo; eu venci o mundo.
4. Devido as aspereza do caminho, muitos abandonam a corrida, outros, caem vencidos.
5. Mas o cristão verdadeiro deve correr de tal maneira a ser vitorioso 1 Co 9.24). Não sabeis vós que os que correm no estádio, todos, na verdade, correm, mas um só leva o prêmio? Correi de tal maneira que o alcanceis.

A CORRIDA VITORIOSA O FOCO (Fp 3.13,14)
Irmãos, quanto a mim, não julgo havê-lo alcançado; mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, (FP 3: 13:14) prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.

1. "Uma coisa faço..." (v.13b). prossigo para o alvo ( FOCO)
a) Não nos devemos embaraçar com os negócios desta vida (2 Tm 2:.3,4).
Participa dos meus sofrimentos como bom soldado de Cristo Jesus. - (2TM 2:4.)
Nenhum soldado em serviço se envolve em negócios desta vida, porque o seu objetivo é satisfazer àquele que o arregimentou
b) O atleta livrava-se dos empecilhos. O pecado deve ser deixado.
c) A ordem de Cristo é: "Segue-me." (Lc 9.23). Dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, dia a dia tome a sua cruz e siga-me.

2. "Esquecendo-me das coisas que atrás ficam (Fil- v.13c).
a) Quem olha para trás não é apto para o reino de Deus (Lc 9.62). Mas Jesus lhe replicou: Ninguém que, tendo posto a mão no arado, olha para trás é apto para o reino de Deus.
b) A experiência dos israelitas no deserto (Nm 14.1-4; 20-23).

Levantou-se, pois, toda a congregação e gritou em voz alta; e o povo chorou aquela noite. - (NM 14:1)
Todos os filhos de Israel murmuraram contra Moisés e contra Arão; e toda a congregação lhes disse: Tomara tivéssemos morrido na terra do Egito ou mesmo neste deserto! - (NM 14:2)
E por que nos traz o SENHOR a esta terra, para cairmos à espada e para que nossas mulheres e nossas crianças sejam por presa? Não nos seria melhor voltarmos para o Egito? - (NM 14:3)
E diziam uns aos outros: Levantemos um capitão e voltemos para o Egito. - (NM 14:4)
Tornou-lhe o SENHOR: Segundo a tua palavra, eu lhe perdoei. - (NM 14:20)
Porém, tão certo como eu vivo, e como toda a terra se encherá da glória do SENHOR, - (NM 14:21)
Nenhum dos homens que, tendo visto a minha glória e os prodígios que fiz no Egito e no deserto, todavia, me puseram à prova já dez vezes e não obedeceram à minha voz, - (NM 14:22)
Nenhum deles verá a terra que, com juramento, prometi a seus pais, sim, nenhum daqueles que me desprezaram a verá. - (NM 14:23)

3. "Avançando para as que estão diante de mim..?' (v.13c). a) Cristo está á nossa frente, a Ele devemos olhar (Hb 12.2a). olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus, o qual, em troca da alegria que lhe estava proposta, suportou a cruz, não fazendo caso da ignomínia, e está assentado à destra do trono de Deus. - (HB 12:2)
3 Na corrida dos cristãos não existe parada.

4. "Prossigo para o alvo..?' (v.14). ) prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.
a) O nosso alvo é firme e certo (1 Co 9.26). Assim corro também eu, não sem meta; assim luto, não como desferindo golpes no ar.
b) Eis o segredo da vida vitoriosa de Paulo Apóstolo.
c) O fim de nossa carreira é o céu (Fp 3.20). Pois a nossa pátria está nos céus, de onde também aguardamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo

5. Estes são os passos necessários á vitória.
A GRANDE CONDIÇÃO DE RECOMPENSA
Só o que vencer receberá a recompensa (Ap 3.5). O vencedor será assim vestido de vestiduras brancas, e de modo nenhum apagarei o seu nome do Livro da Vida; pelo contrário, confessarei o seu nome diante de meu Pai e diante dos seus anjos.
Corramos de tal maneira que sejamos vitoriosos (I. cor. 9:24). Não sabeis vós que os que correm no estádio, todos, na verdade, correm, mas um só leva o prêmio? Correi de tal maneira que o alcanceis.
Ditosos os que puderem dizer, ao findar a carreira: " Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei fé. "

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

21 DIAS DE JEJUM DE DANIEL

10º DIA DE JEJUM EDUCABILIDADE


HEBREUS 5. 8
“EMBORA SENDO FILHO, APRENDEU A OBEDIENCIA PELAS COISAS QUE SOFREU “
SEU CRESCIMENTO DETERMINA QUEM VOCE É
QUEM VOCE É DETRMINA A QUME VOCE ATRAI
QUEM VOCÊ ATRAI DETERMINA O SUCESSO DA SUA ORGANIZAÇÃO

Visão Bíblica de Educação

Como ficam os pais evangélicos, que tem compromisso com os elevados padrões de Deus e prezam seus valores familiares? E qual é o papel da igreja nesse cenário, em sua missão de expandir o Reino de Deus através de suas famílias constituintes?
Vemos biblicamente que os filhos são herança do Senhor (Sl 127:3 "Herança do SENHOR são os filhos; o fruto do ventre, seu galardão."). A família é uma instituição divina, estabelecida para gerar filhos para Deus. A Igreja foi comissionada para gerar discípulos do Senhor, que sejam filhos de Deus (Is 54:13 "Todos os teus filhos serão ensinados do SENHOR; e será grande a paz de teus filhos."). Como pais e educadores cristãos, nossa missão é fazer dos filhos discípulos do Senhor, que amem o Mestre e estejam prontos para seguí-Lo. Se descuidarmos da herança do Senhor, nossa luta será em vão.
Segundo, os filhos são a próxima geração, para continuar o chamado de Deus sobre a casa, sobre a igreja e sobre a nação. Deus espera que dediquemos tempo instruindo nossos filhos para entenderem o Seu mover em sua geração (Sl 78:4-8 " não o encobriremos a seus filhos; contaremos à vindoura geração os louvores do SENHOR, e o seu poder, e as maravilhas que fez. Ele estabeleceu um testemunho em Jacó, e instituiu uma lei em Israel, e ordenou a nossos pais que os transmitissem a seus filhos, a fim de que a nova geração os conhecesse, filhos que ainda hão de nascer se levantassem e por sua vez os referissem aos seus descendentes; para que pusessem em Deus a sua confiança e não se esquecessem dos feitos de Deus, mas lhe observassem os mandamentos; e que não fossem, como seus pais, geração obstinada e rebelde, geração de coração inconstante, e cujo espírito não foi fiel a Deus."). A Palavra de Deus é o fundamento da educação de nossos filhos, ligando gerações de fiéis através da história (Hb 12:1-2 "Portanto, também nós, visto que temos a rodear-nos tão grande nuvem de testemunhas, desembaraçando-nos de todo peso e do pecado que tenazmente nos assedia, corramos, com perseverança, a carreira que nos está proposta, olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus, o qual, em troca da alegria que lhe estava proposta, suportou a cruz, não fazendo caso da ignomínia, e está assentado à destra do trono de Deus.").
Como pais e educadores cristãos, devemos preparar a próxima geração para cumprir o propósito de Deus na história, com entendimento e com determinação (Et 8:6 " Pois como poderei ver o mal que sobrevirá ao meu povo? E como poderei ver a destruição da minha parentela?"; At 13:36 " Porque, na verdade, tendo Davi servido à sua própria geração, conforme o desígnio de Deus, adormeceu, foi para junto de seus pais e viu corrupção.").
Educar uma criança é trabalhar num projeto de vida, e que os pais são os responsáveis diante de Deus. Vemos que biblicamente isso é possível tendo a Palavra de Deus como fundamento e Cristo como modelo ( 2 Tm 3:16-17 " Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra. "; 1 Co 3:11 " Porque ninguém pode lançar outro fundamento, além do que foi posto, o qual é Jesus Cristo. ").

Visão Bíblica de Escola

Há na Bíblia três instituições reconhecidas com autoridade outorgadas por Deus a família, a igreja e o governo civil. Porém, só aos dois primeiros cabe prover educação (Ef 6:4 " E vós, pais, não provoqueis vossos filhos à ira, mas criai-os na disciplina e na admoestação do Senhor. " ; Mt 28:19 " Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; " ), uma vez que o governo civil jamais poderia atuar em nome da família, representando seus valores e objetivos próprios. O Estado traduz o pensamento da coletividade, partindo do princípio que a maioria está certa.
O que vemos nas escolas de hoje em geral é: desrespeito ás autoridades, falta de disciplina, desinteresse pelo aprendizado, irresponsabilidade, influência da Nova Era nos temas e nos livros, baixa qualidade do ensino, imoralidade, corrupção, etc.
A educação até os tempos de Jesus era realizada prioritariamente no lar e depois com o apoio da sinagoga para o aprendizado da lei, do tabernáculo e outras disciplinas. Depois apareceram os tutores, que podem ter dado lugar às academias particulares (Gl 4:1-2 " Digo, pois, que, durante o tempo em que o herdeiro é menor, em nada difere de escravo, posto que é ele senhor de tudo. Mas está sob tutores e curadores até ao tempo predeterminado pelo pai. " ).
Portanto, biblicamente escola só tem sentido como uma extensão da família, para com ela cooperar em aliança de princípios e propósito, e sob a cobertura espiritual da igreja. A visão é de famílias unidas com a benção da igreja, trabalhando na formação de uma geração consciente de seus valores e responsabilidades, capacitada para exercer seu ministério na sociedade e cumprir o propósito de Deus. Trata-se de uma aliança estratégica, para garantir a expansão do Reino mesmo no meio de uma geração perversa e corrupta.
Em todos os tempos o valor e a educação que davam à criança foram determinantes no sucesso da estratégia de um país ou comunidade. Vimos isso entre os judeus, astecas, gregos, nazistas, comunistas e outros tantos movimentos que impactaram a história.
Fomos chamados para sermos sal e luz no mundo. A Bíblia traz exemplos de jovens que fizeram diferença porque não se dobraram perante a filosofia do mundo, mas estavam preparados para cumprir o propósito de Deus em sua geração: Samuel, Davi, Josias, Jeremias, Daniel, Maria, Timóteo.

Posicionamento

Como pais, como igreja e como cidadãos responsáveis, temos o dever de preparar a próxima geração, dando-lhe uma visão e treinando-a para alcançá-la.
Temos que resgatar o valor da criança e a união de gerações: avós, pais e jovens, todos trabalhando juntos no projeto de vida de uma criança. A criança e o adolescente que encontra um sentido nobre para sua vida não vai desperdiçá-la de maneira desordenada. A separação das gerações tem sido poderosa arma de destruição dos valores familiares, expondo a criança aos predadores sociais.
Depois é preciso valorizar o caráter na formação da criança, para o que são fundamentais o exemplo e trabalho árduo. Caráter pressupõe uma marca, uma gravação feita a partir de um molde, daí a necessidade de exemplo consistente.
Quanto ao trabalho árduo, a própria história nos ensina que a indolência, a comodidade, a ociosidade levam o homem ao declínio moral e a improdutividade. Quando fugimos da dificuldade, ou privamos nossos filhos da dureza, estamos impactando o desenvolvimento do caráter.
Empresários poderiam estabelecer parcerias com núcleos de famílias através das igrejas, para patrocinarem uma educação pertinente, alinhada com o seu contexto e com as necessidade modernas do negócio, para produzir profissionais e cidadãos capazes de criar valor à sociedade.
A igreja teria nisso um fator decisivo para apoiar o cumprimento da grande comissão: formar discípulos e obreiros e fortalecer as famílias.
Quanto à União, caberia principalmente definir uma estratégia nacional e um conteúdo mínimo, prover infra-estrutura básica e direcionar recursos para programas específicos e supervisionar resultados.
Trata-se de uma aliança estratégica, onde cada parceiro contribui com aquilo que faz melhor, para realizar o propósito de Deus sob a mesma visão do Seu Reino.

terça-feira, 21 de setembro de 2010

21 DIAS DE JEJUM DE DANIEL

9º DIA DE JEJUM  DISCERNIMENTO


Deus descreveu as crianças de Nínive como pessoas que “não sabem discernir entre a mão direita e a mão esquerda” (Jonas 4:11). O discernimento é uma característica de maturidade. Crianças não têm a mesma capacidade de distinguir que os adultos têm.
Espiritualmente, também, o discernimento é uma característica de maturidade. Adultos na fé são “aqueles que, pela prática, têm as suas faculdades exercitadas para dicernir não somente o bem, mas também o mal” (Hebreus 5:14). Atitudes carnais impedem o crescimento e impossibilitam o discernimento espiritual (1 Coríntios 3:1).
O discernimento que vem pelo estudo e pela aplicação prática da palavra nos capacita para escolher bem. Escolhemos entre alvos celestiais e prazeres terrestres. Escolhemos entre a santidade e a imundícia. Decidimos obedecer e amar, ao invés de sermos rebeldes e teimosos. Buscamos entendimento da vontade de Deus, e fazemos questão de praticar o que o Senhor pede. Por isso, doutrinas e práticas que vêm dos homens não servem. Insistimos na pureza da palavra de Deus.
Os artigos nas páginas desta revista desafiam cada um de nós a compreender e a aplicar bem a vontade de Deus, distinguindo entre a verdade do Senhor e as noções falsas dos homens.

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

21 DIAS DE JEJUM DE DANIEL

8º DIA DE JEJUM CORAGEM

“Coragem! E sede fortes. Nada vos atemorize, e não os temais, porque é o senhor teu Deus que marcha à vossa frente: ele não vos deixará nem vos abandonará.”

(Deuteronômio 31: 06)

CRIA EM MIM O DEUS UM CORAÇÃO PURO – SALMO 51

INTRODUÇÃO: Quando eu leio essa oração de Davi expressa nesse salmo, a primeira coisa que me vem a mente é o seu pecado, isto porque foi justamente por esse motivo que Davi escreveu o Salmo 51, nele Davi revela toda a sua angústia e arrependimento, e suplica a Deus o seu perdão. E quando eu me lembro desse fato, logo me vem à mente a imparcialidade de Deus e da sua palavra.

1 - A IMPARCIALIDADE DE DEUS E DA SUA PALAVRA: A Bíblia não só revela os grandes feitos dos personagens que fizeram sua historia, sua coragem, suas conquistas e vitórias, mais revela também os seus fracassos, derrotas, suas limitações e pecados.
1-1-O EXEMPLO DE ELIAS: (2Rs 17-19) A Bíblia fala da sua coragem, fé e ousadia quando enfrenta sozinho todo reino de Acabe e desafia todos os profetas de baal e azera, porém não omite sua fragilidade e medo quando foge de Jezabel para escapar com vida.
1-2-O EXEMPLO DE JOÃO BATISTA: Testifica com ousadia que Jesus é o Filho de Deus e o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo e depois com um coração totalmente duvidoso envia os seus discípulos a perguntar a Jesus se era Ele mesmo o Messias ou deveriam aguardar outro.
1-3-O EXEMPLO DE PEDRO: Demonstra ser o mais corajoso e mais crente entre os doze, subestima a fé dos seus irmãos e depois segue Jesus de longe e nega-o por três vezes.
Nota: Tudo o que dantes foi escrito, para ensino nosso foi escrito...(Rm 15.4), e para provar que só Deus é perfeito em todas as sua obras.
1-4-O EXEMPLO DE DAVI: Se houvesse alguém interessado em esconder o pecado de Davi e omiti-lo da Bíblia, esse alguém seria o próprio Deus! Por que?
1-4-1-POR CAUSA DA SUA PRÓPRIA REPUTAÇÃO: (At 13.22) Ele mesmo declara: "Achei a Davi, homem segundo o meu coração..."
1-4-2-SUA IMPARCIALIDADE NO CASO DE DAVI: (2Sm 12) Deus mesmo envia o profeta Natã para repreender Davi.
Nota: Deus não tem filhos prediletos e nem faz acepção de pessoas, o limite do seu amor é a sua justiça; A lei da semeadura é universal, todos nós somos iguais perante Ele (Sl 18.25; Gl 6.7).

2 - A HUMILHAÇÃO DE DAVI: (Sl 51.1-9) Ele reconhece e confessa o seu pecado e arrependido suplica humildemente o perdão de Deus.

3 - OS QUATROS PEDIDOS DE DAVI: (Sl 51.10-12).
3-1-CRIA EM MIM, Ó DEUS UM CORAÇÃO PURO: (Sl 51.10) Algumas considerações sobre esse pedido de Davi:
a) Um pedido com sabedoria: (Pv 4.23; Mt 15.19) "...dele procede as saídas da vida" As nossas atitudes externas, por meio do corpo, tanto as boas quanto as ruins, procedem do coração.

b) Um coração puro é tudo que o homem precisa para estar bem com Deus e poder contar com Ele: Davi sabia disso: Contigo passo pelo meio de um esquadrão... (2Sm 22.30) Ainda que eu andasse...tu estás comigo... (Sl 23.4).

c) Como Deus pode criar no homem um coração puro? (Sl 119.9). Deus revela a Davi qual o segredo para se ter um coração puro: "Observando conforme a sua Palavra"
c-1-A palavra lava: (Ef 5.26) "purificando com a lavagem da água pela palavra"
c-2-A palavra limpa: (Jo 15.3). "Vós já estais limpos pela palavra..."
c-3-A palavra regenera: (1Pe 1.23). "Sendo de novo gerado...pela palavra"
c-4-A palavra ilumina o caminho: (Sl 119.105). "Lâmpada para meus pés..."
c-5-A palavra dá segurança na oração: (Jo 15.7). "Se vós...e as minhas palavras..."
c-6-A palavra é arma poderosa contra a tentação: (Mt 4.1-12). "Está escrito"
c-7-A palavra é fundamento sólido para a casa espiritual: (Mt 7.24-27).
c-8-A palavra é a verdade que santifica: (Jo 17.17).
3-2-NÃO ME LANÇES FORA DA TUA PRESENÇA: (Sl 51.11a). Davi sabia que longe da presença de Deus não existia a mínima possibilidade se ser feliz.
3-3-NÃO RETIRES DE MIM O SEU ESPÍRITO SANTO: (Sl 51.11b). Davi também sabia que o Espírito Santo é a única força capaz de nos fazer vencer.
3-4-TORNA A DAR-ME A ALEGRIA DA TUA SALVAÇÃO: (Sl 51.12a). Davi sabia que a alegria da salvação é a força motivadora para servir a Deus.

4 - AS CARACTERÍSTICAS DE QUEM TEM UM CORAÇÃO PURO:
4-1-É amoroso: Cultiva e valoriza a comunhão fraternal.
4-2-É humilde: Não busca a exaltação própria e não é soberbo.
4-3-É sincero: Não se aproxima das pessoas com segundas intenções, visando tirar proveito próprio.
4-4-É temente: Tem compromisso com Deus e com a sua palavra.
4-5-Não é invejoso: Fica feliz com a prosperidade do próximo.
4-6-Não é leviano: Não brinca com os sentimentos das pessoas.

5 - A RECOMPENSA DOS QUE TEM UM CORAÇÃO PURO:
5-1-Eles verão a Deus: (Mt 5.8).
5-2-Eles subirão ao monte do Senhor e estará no seu lugar santo: (Sl 24.3,4).

CONCLUSÃO: O Deus de Davi que lhe perdoou e lhe concedeu um coração puro, é o mesmo Deus que nós buscamos e servimos hoje, Ele continua sendo misericordioso, e como o próprio Davi disse em (Sl 51.17) "Ele não resiste e não despreza um coração quebrantato e contrito".

USE SUA CORAGEM, EXPRESSE ELA TENDO ATITUDES COMO DAVI TEVE, APRENDENDO A SER AMOROSO, HUMILDE, SINCERO, TEMENTE, NÃO INVEJOSO , NEM LEVIANO, ABRINDO SEU CORAÇÃO.TOME CORAGEM HOJE MUDE SUAS ATITUDES.

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

21 DIAS DE JEJUM DE DANIEL

7º DIA DE JEJUM CARISMA


MARCOS 16:15
“IDE POR TODO MUNDO E PREGAI O EVANGELHO A TODA CRIATURA.”

UMA PREGAÇÃO DE AMOR

Nós como Igreja de Cristo, temos que cumprir a ordem de Jesus, que é pregar o Evangelho a toda criatura (Mc 16.15). Só que isto tem de ser feito com muito amor e carinho usando todo nosso carisma para alcançar o pecador. Não se pode evangelizar com atitudes e palavras agressivas. É preciso ter carisma e amor pelas almas que estão se perdendo. Temos de ter a certeza de que nós somos o canal de Deus para que pessoas sejam alcançadas pela mensagem da salvação.
Mas como podemos pregar o Evangelho sem agredir as pessoas, já que elas tem suas crenças que na maioria das vezes vão contra o que pregamos? Falando para elas do quanto Deus é amoroso, que Deus apesar de todo seu poder e glória se preocupa com ela, que Deus está esperando que ela tome a decisão de servi-lo, que Deus é o Pai que à espera de braços abertos.
Não é preciso mandar as pessoas para o “inferno”, não devemos na pregação exigir que as pessoas joguem fora suas imagens. Não faz parte da pregação a agressão aos símbolos religiosos das pessoas, muito menos mostrar os erros de sua igreja atual. Não se deve ficar jogando na cara das pessoas que elas são pecadoras. Devemos falar que todos nós somos pecadores – quando você se inclui, faz muita diferença - e que precisamos de um Salvador, e que só existe um Salvador que é Jesus, porque Ele deu a vida por nós.
Não faz parte da pregação do Evangelho a doutrina de nossa igreja. Aliás, seria bom se falássemos de Jesus, sem proselitismo, afinal a pessoa não é obrigada a se converter na nossa igreja, o importante é que ela receba a mensagem de salvação e compreenda que precisa ter uma atitude para salvar sua alma, e que para isso ela precisa procurar uma igreja que viva o verdadeiro Evangelho. Quem vai guiá-la a uma igreja é o Espírito Santo.
Devemos anunciar a Palavra de Deus, sem pressão nem repetição todo dia e toda hora. Se fizermos assim seremos considerados chatos e afastaremos as pessoas. Devemos aguardar que a oportunidade correta vai aparecer. Muitas vezes nossa atitude diferente das pessoas que nos rodeiam, faz com que alguém se aproxime para tentar entender porque somos diferentes, porque conseguimos manter sempre um semblante de paz mesmo em momentos difíceis. Aí é a oportunidade adequada para explicarmos o que Jesus fêz em nossa vida e que Ele pode fazer por todos que se aproximam dele.
Nosso dever é falar do amor de Jesus, mas, deixando espaço para o Espírito Santo trabalhar. Não adianta ficarmos insistindo para a pessoa ir conosco a igreja. Devemos convidar, mas estejamos prontos para aceitar um não e esperar uma nova oportunidade. Preguemos o Evangelho com atitudes, mostremos que somos diferentes, e que isso é positivo. Não devemos ficar enfatizando nossa santidade, devemos deixar as pessoas verem isso em nós.
E assim estaremos sempre cumprindo o Ide de Jesus (Mc 16.15).
Use todo carisma que deu ti deu, e quem não tem peça a Deus que dara graciosamente a você tudo o que necessita para acrescentar carisma.

21 DIAS DE JEJUM DE DANIEL

6º DIA DE JEJUM COMUNICAÇÃO


PROVÉRBIOS 15: 1 A 7

“ A RESPOSTA BRANDA DESVIA O FUROR, MAS A PALAVRA DURA SUSCITA A IRA.

A LINGUA DOS SABIOS ADORNA CONHECIMENTO, MAS A BOCA DOS INSESATOS DERRA ESTULTICIA.
OS OLHOS DO SENHOR ESTAO EM TODO LUGAR, COMTEMPLANDO OS MAUS E OS BONS.
A LINGUA SERENA É ARVORE DE VIDA, MAS A PERVERSA QUEBRANTA O ESPIRITO.
O INSENSATO DESPREZA A INSTRUÇÃO DO PAI MAS O QUE ATENDE A REPRENSÃO CONSEGUE A PRUDÊNCIA.
NA CASA DO JUSTO A GRANDE TESOURO MAS NA RENDA DOS PERVERSOS HÁ PERTUBAÇÃO.

A LÍNGUA DOS SÁBIOS DERRAMA CONHECIMENTO , MAS O CORAÇÃO DOS INSENSATOS NÃO PROCEDE ASSIM.”

COMUNIQUE-SE BEM E VOCÊ CONSEGUIRA ADMINISTRAR O CONFLITO.
PERMANEÇA CALMO E TRANQUILO DIANTE DE UM CONFLITO, E SEU EXEMPLO SERA CONTAGIOSO.
FALE COM SABEDORIA, ASSEGURANDO QUE SUAS INFORMAÇÕES SÃO VERDADEIRAS E PRECISAS.
USE AS PALAVRAS PARA PROMOVER CURA,SOLUCIONE O PROBLEMA NÃO A CULPA.
SEJA RECEPTIVO AO ENSINO ESTEJA ABERTO A CORREÇÃO E SEJA RAPIDO EM PEDIR DESCULPA QUANDO ESTIVER ERRADO.
DÊ VALOR A TODOS QUE TEM CONTATO COM VOCÊ, MESMO QUANDO VOCÊ NÃO ESTIVER DE ACORDO.
FALE A PALAVRAS QUE PROPAGUEM CONHECEIMENTO E ENTENDIMENTO.
USE A SUA BOCA E SE COMUNIQUE PARA PROFETIZAR...

21 DIAS DE JEJUM DE DANIEL

5º DIA DE JEJUM COMPROMETIMENTO


I crônicas 31 – 20 e 21
“ Assim fez Ezequias em todo o judá: fez o que era bom, reto e verdadeiro perante o Senhor, seu Deus.Em toda a obra que começou no Serviço da Casa de Deus, na lei e nos mandamentos, para buscar o seu Deus, de todo o coração o fez e prosperou.”


Lucas 14 -26 e 27
“ Se alguém vem a mim e não aborrece a seu pai, e mãe, e mulher, e filhos, e irmãos , e irmãs e ainda a sua própria vida, não pode ser meu discípulo. E qualquer que não tomar a sua cruz e vier após mim não pode ser meu discípulo.”

E assim por diante a Palavra de Deus vai nos mostrando a pratica do jejum. Hoje estamos precisando de um poderoso avivamento em nosso meio, movido pela mão do Senhor Salvando famílias, e é por isso que vamos nos unir num grande jejum.

É VONTATE de Deus que nos dias hoje nos movamos na mesma unção e poder que sempre moveu o seu povo em todos os tempos. Há uma chamada por parte Deus de para a sua vida, uma chamada ao comprometimento, uma chamada para você entrar nesta batalha de jejum em favor da salvação do nosso povo, responda ao Espírito Santo, pois isso estabelece em um ato de Fé; é um desafio a que nos privemos de uma necessidade essencial, isto é, o alimento a fim de que possamos orar com mais eficácia.

Ester pediu ao seu povo que jejuasse, assim está escrito no Livro de Ester 4:16.

(“Vai, ajunta a todos os judeus que se acharem em Susã, e Jejuai por mim e não comais nem bebais por três dias, nem de dia nem de noite, e eu e minhas moças também jejuaremos...”).

Como anda o seu compromisso com Deus ? Em que bases você estabelece esse compromisso ? Como você mede o quanto está, ou não, comprometido com Ele ? Neste momento que vivemos, como sempre tenho dito, neste momento histórico, Deus está nos dando a chance de sermos participantes da construção do Seu Reino. Jesus Cristo, nosso Senhor, tem nos chamado para sermos cooperadores na edificação de Sua igreja, que está ali, na Bernardo Vieira de Melo, 1.330. Mas está também aí, onde você está agora, neste discipulado. Como poderemos, eu e você, responder a estes enormes desafios que temos sem nos comprometer ? Tenho sempre guardado com carinho o texto do profeta Isaías no qual Deus lhe pergunta: “a quem enviarei e quem há de ir por nós ?” E o profeta, diante de tal chamado, responde: “eis-me aqui Senhor, envia-me a mim”. Is. 6:8.

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

21 DIAS DE JEJUM DE DANIEL

4 º DIA DE JEJUM ATITUDE POSITIVA

FILIPENSES 4.11 A 13
“ DIGO ISTO,NÃO POR CAUSA DA POBREZA, PORQUE APRENDI A VIVER CONTENTE EM TODA A SITUAÇÃO. TANTO SEI ESTAR HUMILHADO COMO TAMBEM SER HONRADO; DE TUDO E EM TODAS AS CIRCUNSTANCIAS, JÁ TENHO EXPERIÊNCIA, TANTO DE FARTURA, COMO DE FOME; ASSIM DE ABUNDANCIA COMO DE ESCASSEZ; TUDO POSSO NAQUELE QUE ME FORTALECE”.

Tirando Proveito de Mudanças
A maior parte das sociedades sempre se viu, em certa medida, em estado de mudança. Mas o que faz as mudanças do século XXI diferentes das de 50 anos atrás é a sua rapidez, intensidade e imprevisibilidade.
A tecnologia comanda esse aumento de velocidade. O período de validade de produtos enlatados está ficando cada vez menor. Novos modelos, novos métodos e novos paradigmas surgem a cada dia no cenário de negócios. No passado, empresas podiam permanecer competitivas fazendo apenas mudanças incrementais. Hoje as mudanças acontecem em escala maciça.
Para obter sucesso, você precisa fazer mais do que lidar com mudanças ― precisa tirar proveito delas, encarando cada mudança como oportunidade disfarçada e não como ameaça.
Já que não podemos deter as mudanças precisamos aprender a tirar vantagem delas. Aqui estão algumas sugestões da Bíblia sobre mudanças:

1. Mantenha atitude positiva - Embora nem toda mudança seja boa, podemos escolher a atitude que adotaremos para com ela. Mesmo mudanças negativas podem se transformar em aliadas, se tirarmos proveito delas, usando-as para o nosso bem. “Agora as suas atitudes e os seus pensamentos, tudo deve estar constantemente mudando para melhor” (Efésios 4.23).

2. Jamais pare de aprender - Nunca pense que sabe tudo. Permaneça humilde e se surpreenderá com o que poderá aprender com clientes, inimigos, empregados, concorrentes, amigos, até mesmo crianças. “A mente do homem sábio está sempre aberta para receber o conhecimento e seu ouvido aberto para ouvir novas idéias” (Prov. 18.15).

3. Seja flexível! - Antes que as garrafas de vidro fossem inventadas, o vinho era conservado em cantis de peles de animais. Quando esses recipientes ficavam velhos se tornavam frágeis e se rompiam com o vinho novo que ainda estava fermentando e expandindo. Jesus ensinou: “Ninguém põe vinho novo em vasilha de couro velha” (Marcos 2.21-22). O argumento do Mestre Jesus é que, ao enfrentar mudanças, ou nos ajustamos ou explodimos!

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

21 DIAS DE JEJUM DE DANIEL

3 º DIA DE JEJUM - AUTO DISCIPLINA

Colossenses 3 . 1 a 4

“Portanto,se fosses ressuscitados juntamente com cristo, buscai as coisas as coisas lá do alto,onde cristo vive, assentado a direita de Deus. Pensai as coisas lá do alto, não nas que são aqui da terra, porque morrrestes e a vossa vida está oculta juntamente com Cristo, em Deus.

Quando Cristo, que é a nossa vida, se manifestar, então vós também sereis manifestados com Ele, em glória.”

A BATALHA TEM INICIO NA MENTE.

TEXTO: HEBREUS 12:5-11

PENSAMENTO: Através deste estudo, veremos como Deus disciplina (educa) seus
filhos. A salvação não se perde, mas Ele disciplina a seus amados. Deus disciplina
aos que ama. Isto tudo para que possamos participar de sua Santidade.

Grego: paideo - treinamento.

1. DEUS GARANTE QUE PROVERÁ ESTE CUIDAD0 A TODOS OS SEUS

FILHOS (ELEITOS).

a) Hb 12:6 - O Senhor ao que ama disciplina.

b) Gl 6: 7-10 - De Deus não se zomba; o que o homem semear, colherá.

2. A DISCIPLINA É DA PARTE DE DEUS E NÃO DO HOMEM.

a) Rm 12:19 - Minha é a vingança, diz o Senhor

b) 1ª Co 11:31, 32 - Castigados pelo Senhor, para não sermos condenados com o mundo.

3. OS BASTARDOS (FILHOS DO DIABO) NÃO SÃO DISCIPLINADOS POR

DEUS PORQUE NÃO SÃO SEUS FILHOS.

a) Hb 12:8 - Se estão sem disciplina são bastardos.

4. EXEMPLOS BÍBLICOS DE BASTARDOS E FILHOS DO DIABO.

a) Jd 4

b) 1ª Jo 2:19

c) Jo 17:12

d) Mt 7:21-23

e) 2ª Ts 3:2 e 2:3

5. DEUS TEM TRÊS MEDIDAS.

a) Disciplina - Hb 12:10

b) Correção - Sl 94:12, 13

c) Açoite - 1ª Jo 5:16 e 1ª Co 5:5

6. EXEMPLOS BÍBLICOS SOBRE A DISCIPLINA.

a) Sansão

b) Davi

c) O povo de Israel

d) Pedro

e) Ananias e Safira (açoite)

7. A DISCIPLINA NÃO É SÓ APLICADA POR ATOS PECAMINOSOS, MAS TAMBÉM

POR SE FAZER AFRONTA AO ESPÍRITO DE GRAÇA.

a) Hb 10:26-31

8. VERSÍCULOS DO ANTIGO TESTAMENTO SOBRE A DISCIPLINA DE DEUS.

a) Sl 94:12, 13 – Bem-aventurado a quem Deus corrige.

b) Pv 3:11, 12 - Não menosprezes a correção do Senhor nem desmaies...

c) Sl 89:30-36 - Regerei com vara de ferro e açoitarei, mas não mudarei minha
misericórdia.

PALAVRA FINAL - A disciplina de Deus não permite que o crente viva em atos de
libertinagem, já que o Espírito Santo o corrigirá todo o tempo. Não menosprezes a
Disciplina, pois isto mostra que estás sendo santificado em tua conduta.

terça-feira, 14 de setembro de 2010

21 DIAS DE JEJUM DE DANIEL

2º DIA DE JEJUM: COMPETÊNCIA


ÊXODO 31 A 35

“ O ESPIRITO DE DEUS ME ENCHEU DE HABILIDADE, INTELIGENCIA E CONHECIMENTO , PARA ELABORAR, TRABALHAR, LAPIDAR, ENTALHAR , PARA TODA OBRA.DISPOR MEU CORAÇÃO PARA ENSINAR A OUTROS ,
NOS ENCHER DE HABILIDADE PARA FAZER TODA OBRA DE MESTRE , ATE A MAIS ENGENHOSA , ELABORAR TODA SORTE DE OBRA.”

Davi é um exemplo bíblico de liderança competente. A competência de Davi estava respaldada na diligência de buscar fazer sempre a vontade de Deus, na sua lealdade tanto aos seus líderes quanto aos liderados e na disposição de atribuir toda glória a Deus. Quando decidiu construir um templo para o Senhor, Davi preparou o material que seria necessário (I Cr. 22.14). Mas como não coube a ele essa construção, e sim ao seu filho Salomão, tratou de lhe dar as devidas instruções para que tudo fosse feito com prudência e entendimento e de forma organizada (I Cr. 22.12-15). O estilo de liderança de Davi pautava-se no planejamento, no prognóstico do que deveria ser feito. Com Davi aprendemos a evitar as improvisações desnecessárias que possam comprometer o andamento do trabalho. O planejamento é um dos princípios basilares da condução das atividades, para tanto, faz-se necessário planejar a curto e longo prazo, sem deixar de confiar, primeiramente, no Senhor. Planejar somente não é suficiente, é preciso também coordenar a execução do projeto, identificar os objetivos, o tempo, o lugar, as pessoas envolvidas, os métodos a serem utilizados e o material disponível. Mesmo assim, é provável que existam obstáculos, e, quando eles vierem, como Davi, é recomendável que se confie na direção do Espírito Santo. Manter uma atitude de flexibilidade em relação ao planejado também evita os “engessamentos” que desgastam a liderança do projeto. Em linhas gerais, o estilo de liderança de Davi, bastante aplicável nos dias atuais, preza pela dependência em Deus, e principalmente, por atitudes de humildade, que não busca a glória própria, antes tributa todo louvor a Deus.

21 DIAS DE JEJUM DE DANIEL

Tema: 21 Qualidades do Líder Cristão

MIQUEIAS 6.8- "O QUE O SENHOR PEDE DE TI: QUE PRATIQUES A JUSTICA, AME A MISERICORDIA E ANDE EM HUMIDADE."


1º dia de Jejum: 13/09/2010 = MODELO DE CARATER DE CRISTO

O modelo de caráter que precisamos buscar para que possamos fazer uso da autoridade é o de Jesus Cristo.

Filipenses 2:5-11 Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus,6 pois ele, subsistindo em forma de Deus, não julgou como usurpação o ser igual a Deus;7 antes, a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens; e, reconhecido em figura humana,8 a si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até à morte e morte de cruz.9 Pelo que também Deus o exaltou sobremaneira e lhe deu o nome que está acima de todo nome,10 para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na terra e debaixo da terra,11 e toda língua confesse que Jesus Cristo é Senhor, para glória de Deus Pai.
Ele não fez nada fora da vontade de Deus:

João 5:19 Então, lhes falou Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que o Filho nada pode fazer de si mesmo, senão somente aquilo que vir fazer o Pai; porque tudo o que este fizer, o Filho também semelhantemente o faz.

O modelo de uso de autoridade de Jesus

Estudando o caráter de Jesus podemos concluir que uma de suas características mais marcante é a sua humildade. Ele tinha o poder para destruir a humanidade e reconstruí-la sem muito esforço, mas escolheu obedecer ao Pai e se entregou para a nossa salvação (ver Mt 26:53), e mesmo nesta obediência não se sujeitou às tentações do diabo que inclusive oferecia toda a autoridade que tinha se Jesus o adorasse, contudo Jesus o venceu com a Palavra de Deus. A Palavra deve estar arraigada em nossos corações e mentes, só assim poderemos enfrentar o nosso astuto inimigo, pois ele sabe do que seríamos capazes com a autoridade que Jesus nos deu. A nossa vitória esta em não ceder nem um milímetro do caminho que Deus nos traçou.

O Caráter do Cristão

Como podemos receber o título de cristãos? Somente quando formos imitadores e seguidores de Jesus. Por isso precisamos de humildade legítima. 1 Pedro 5:5 Rogo igualmente aos jovens: sede submissos aos que são mais velhos; outrossim, no trato de uns com os outros, cingi-vos todos de humildade, porque Deus resiste aos soberbos, contudo, aos humildes concede a sua graça.
Lembremos de Davi. Ele foi ungido rei em Israel sendo Saul ainda a autoridade constituída por Deus. Davi teve chance de matá-lo, porém temeu a Deus: ">

1 Samuel 24:6 e disse aos seus homens: O SENHOR me guarde de que eu faça tal coisa ao meu senhor, isto é, que eu estenda a mão contra ele, pois é o ungido do SENHOR.

Davi teve a chance de fazer sua própria justiça, já que tinha sido ungido e Saul havia pecado contra Deus, mas mesmo assim não lançou mão das oportunidades que teve. Ele não deixou de se levar pelo espírito do Anti-Cristo, isto mesmo, pois cristo quer dizer ungido, e anti-cristo significa contra o ungido. Se Davi fosse contra Saul, ele iria contra um ungido pelo Senhor.
Toda vez que nos revoltamos contra as autoridades constituídas por Deus, estamos dando espaço para que este espírito aja. O humilde de coração espera a justiça de Deus assim como o arcanjo Miguel declarou, conforme está escrito:

Judas 1:9 Contudo, o arcanjo Miguel, quando contendia com o diabo e disputava a respeito do corpo de Moisés, não se atreveu a proferir juízo infamatório contra ele; pelo contrário, disse: O Senhor te repreenda!

Não era o papel de Miguel repreender o diabo naquele instante. Este momento está reservado para o futuro, conforme está escrito em Apocalipse:

Apocalipse 12:7-9 Houve peleja no céu. Miguel e os seus anjos pelejaram contra o dragão. Também pelejaram o dragão e seus anjos;8 todavia, não prevaleceram; nem mais se achou no céu o lugar deles.9 E foi expulso o grande dragão, a antiga serpente, que se chama diabo e Satanás, o sedutor de todo o mundo, sim, foi atirado para a terra, e, com ele, os seus anjos.

Ainda estes versículos nos ensinam que o poder somente deve ser usado no momento exato, se houver precipitação, poderá ser na verdade abuso. Lembremos que não houve maior manifestação de poder do que a ressurreição de Jesus, representando a vitória sobre o pecado e os inimigos de Deus postos em vergonha pública:

Colossenses 2:13-15 E a vós outros, que estáveis mortos pelas vossas transgressões e pela incircuncisão da vossa carne, vos deu vida juntamente com ele, perdoando todos os nossos delitos;14 tendo cancelado o escrito de dívida, que era contra nós e que constava de ordenanças, o qual nos era prejudicial, removeu- o inteiramente, encravando-o na cruz;15 e, despojando os principados e as potestades, publicamente os expôs ao desprezo, triunfando deles na cruz.

Os valores

Para que nosso caráter ser edificado, devemos ter os valores bíblicos como sendo nossos. Os valores adotados ajudam-nos a tomar decisões. Estes valores foram apresentados por Jesus e representam Ele mesmo:



quarta-feira, 8 de setembro de 2010